Queijo Maria Nunes

“O Queijo Maria Nunes é produzido com Leite Cru de Vacas de Sangue mais Rústicos, de pouco leite, algumas vacas Jersey…recebem pouco trato, se alimentando principalmente de Capim braquiária, são criadas a pasto e criam seus bezerros que também são criados soltos e se alimentam delas todos os dias. O bem estar animal e a preocupação com cada uma delas todos os dias são prioridade. Um animal saudável e feliz é o principal ingrediente para qualquer produto de qualidade que venha de origem animal. Aqui elas são nossas Rainhas e seus bezerrinhos são uma das nossas maiores Riquezas, eles tem o período de convivência com as mães todos os dias.

O Queijo é feito com muito amor e carinho. Tiramos dele nosso sustento e o sustento de outras famílias. Vivemos a base da Agricultura Familiar.

O Queijo é produzido e Maturado na Fazenda. Logo depois da tirada do leite, bem cedo, ele é encaminhado ao Quarto de Queijo e começa a ser produzido. Leite cru, pingo, coalho, sal e amor. Um modo de fazer tão simples mais cheio de tradição e valores. Aqui

ele é feito como há 300 ano, do mesmo jeitinho. Sai da Forma de Queijo depois do terceiro dia e vai para a Madeira, no ambiente de Maturação, com controle de temperatura e umidade(alta, acima de 85%)

O cuidado com ele é diário, ele é lavado por dias, ralado, lixado, escovado e claro, amado, muito amado… Técnicas de Maturação aprendidas com cursos de capacitação e com a experiência dia a dia são aplicadas para que possamos chegar no que temos hoje como nosso Produto.
Trabalhamos com ele para as vendas a partir de 17 dias de maturação.

Os principais detalhes que influenciam no Terruá do Queijo Maria Nunes são: Clima, Relevo, Vegetação, Altitude(Região da Serra do Espinhaço), Água e Solo da Região, temos muitas Montanhas, Cachoeiras e uma natureza diversa e rica, que favorecem a presença de bactérias que interferem em seu sabor. O tipo de Gado, sua Rusticidade, sua alimentação, Manejo, também influenciam além do toque mais que especial que é o amor e a luta como tudo é conquistado.”

Escrito pela equipe Maria Nunes