Cachaça Rio do Engenho

Sediada em Ilhéus, sul da Bahia, a Cachaça Rio do Engenho e a Cachaça Acqua Benta tem suas origens na região das terras que outrora foram sede do 1º engenho de cana de açúcar do Brasil. A cana que ali florescia em 1537 para a fabricação de açúcar, deixou de existir juntamente com o engenho que virou ruínas. Porém, retoma-se o plantio da cultura em 2005 com uma nova estrutura e um novo propósito: transformar o caldo da cana fermentado, no Destilado Genuinamente Brasileiro.

Seus proprietários vieram de Campinas, interior de São Paulo, para Ilhéus em busca de qualidade de vida. Fazenda, plantações e cachaça eram coisas que nunca haviam feito parte de seus cotidianos. Uma mudança radical.

Graduado em Química e Ciência da Computação, Luiz Fernando Galletti participou, em 2004, do curso de mestre-alambiqueiro realizado pelo CTC – Centro de Tecnologia em Cachaça. Inicialmente a idéia era fazer uma cachaça para os amigos, como hobby, mas o negócio tomou outras proporções e se profissionalizou.
É no berço da história da cana de açúcar no Brasil, que nasce a cachaça Rio do Engenho…
 
A cana que ali florescia em 1537 para a fabricação de açúcar, deixou de existir juntamente com o engenho que virou ruínas. Porém, retoma-se o plantio da cultura em 2005 com uma nova estrutura e um novo propósito: transformar o caldo da cana fermentado, no Destilado Genuinamente Brasileiro.